Gaudêncio quer que Governo adopte medidas mais duras para combater a pandemia

Face ao crescente aumento do número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no concelho da Ribeira Grande, em particular na vila de Rabo de Peixe, teve lugar na sede da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe uma reunião de emergência com o propósito de “delinear estratégias que permitam conter a propagação do vírus”, explicou Alexandre Gaudêncio.
O Presidente da Câmara da Ribeira Grande, citado em nota de imprensa,  realçou que do encontro que juntou representantes da autarquia, Junta de Freguesia, PSP, Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, Protecção Civil e núcleo de acção social, saiu a “opinião unânime de requerer ao Governo Regional dos Açores a implementação de medidas mais musculadas nas freguesias que apresentam um preocupante aumento do número de pessoas infectadas.”
Entre as medidas defendidas estão a “necessidade de encerrar o comércio não essencial no imediato e assegurar a presença de mais forças de segurança para reforço da fiscalização de quem não cumpre o isolamento profilático”, acrescentou Alexandre Gaudêncio.
O edil relembrou que “a implementação de todas estas medidas compete ao Conselho de Governo”, aguardando por uma “decisão célere e assertiva que permita estancar a elevada quantidade de contágios que se têm vindo a verificar nas últimas semanas.”
Alexandre Gaudêncio deixou claro que “as medidas não dizem somente respeito à vila de Rabo de Peixe mas, é importante referi-lo, são transversais a todas aquelas onde se tem verificado um aumento do número de casos positivos sem precedentes, o que nos preocupa”, apontou.
O autarca apelou, mais uma vez, à adopção de comportamentos responsáveis por parte das pessoas. “É fundamental que quem esteja positivo cumpra o isolamento em casa, resguardado dos demais. Só contendo a propagação é que poderemos começar a baixar o número de infectados.”

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima